Primeiras impressões - Mitologia Nórdica - Neil Gaiman


Iaê galera! Tudo bem com vocês?
Hoje vou falar um pouco pra vocês sobre um dos livros mais esperados do ano...
Mitologia nórdica do Neil Gaiman.
Antes de começar, quero frisar uma coisa... QUE CAPA É ESSA! Mano, o que mais me fez querer ler as primeiras impressões desse livro foi a capa. Não tem como não se apaixonar kkk!
Nunca li nenhuma obra do Neil Gaiman, provavelmente essa será a primeira de muitas leituras do autor!

Bom, nesse "inicio" de livro você vai encontrar uma grande, Imensa expansão da mitologia nórdica. Você irá encontrar muito mais do que um Thor, Loki ou Odin. Nós encontraremos a história por trás daquele reino. Muitos personagens que não conhecemos, vamos passar a conhecer por esse livro. E além de saber o passado de cada pessoa. 
A escrita do Neil é bem fluida e agradável, você fica ansiando ler mais e mais.   

Sim, eu com toda certeza quero ler o resto da obra. Conhecer novos personagens e embarcar nessa incrível aventura nórdica!

  • Formato(s) de venda: livro, e-book
  • Tradução: Edmundo Barreiros
  • Páginas: 288
  • Gênero: Ficção
  • Formato: 14 x 21 x 2,3 cm
  • Lançamento: 13/03/2017
Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra.
Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas.
Mitologia nórdica é o livro perfeito para quem quer descobrir mais sobre a mitologia escandinava e também para aqueles que desejam desvelar novas facetas dessas histórias.
Primeiros capítulos do livro AQUI
Outras obras do Autor:
 Sinopse:
A tempestade estava vindo ... .Shadow passou três anos na prisão, mantendo a cabeça baixa, fazendo o seu tempo. Tudo o que ele queria era voltar para os braços amorosos de sua esposa e para ficar fora de problemas para o resto de sua vida. Mas dias antes de seu lançamento programado, ele descobre que sua esposa foi morta em um acidente, e seu mundo se torna um lugar mais frio. Na home viagem de avião para o funeral, Sombra encontra um homem grisalho que se chama Mr. quarta-feira. A grifter auto-intitulado e desonestos, quarta-oferece a sombra de um trabalho. E Sombra, um homem sem nada a perder accepts.But trabalhando para o enigmático quarta-feira não é sem o seu preço, e Shadow logo descobre que seu papel em esquemas de quarta-feira será muito mais perigoso do que ele jamais poderia ter imaginado. Enredado em um mundo de segredos, ele embarca em uma viagem selvagem e encontros, entre outros, o assassino Czernobog, o travesso Sr. Nancy, ea bela Páscoa - todos eles parecem saber mais sobre sombra do que ele mesmo faz. Sombra vai aprender que o passado não morre, que todos, incluindo sua falecida esposa, tinha segredos, e que os riscos são maiores do que qualquer um poderia ter imaginado. Ao redor deles uma tempestade de proporções épicas ameaça romper. Logo Sombra e quarta-feira serão arrastados para um conflito tão antigo quanto a própria humanidade. Por baixo da superfície plácida da vida cotidiana uma guerra está sendo travada - e o prêmio é a própria alma da América. Tão inquietante como é emocionante, American Gods é uma viagem escura e caleidoscópica profundamente em mito e através de uma América ao mesmo tempo estranhamente familiar e completamente alienígena. Magnificamente disse, este trabalho de magia literária vai assombrar o leitor muito além da página final.




Sinopse:
Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos. Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino. Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano.

Obrigado pela atenção galera e...FUI!!

MARVEL REVELA QUE CAPITÃO AMÉRICA SEMPRE FOI DO MAL!

Desde que o Capitão América se revelou como um membro da Hidra, as coisas ficaram turbulentas na Marvel. A editora explicou o que havia acontecido dizendo que o Caveira Vermelha colocou as mãos no Cubo Cósmico – que tinha assumido a forma de uma garotinha – e, resumidamente, fez Steve Rogers se alistar para a Hidra no início dos anos 20.
Steve cresceu como um soldado devotado e manipulador, que, inclusive, matou o Caveira Vermelha há algumas semanas. Acontece que em Império Secreto #0, nós descobrimos o que realmente aconteceu.
A história começa em 1945, com Steve Rogers sozinho em templo ocupado por membros da Hidra. Seu superior afirma o quão impressionado ele ficou com a missão de Steve, tendo se infiltrado nas forças armadas americanas, lutando nas linhas de frente como um grande herói. Neste ponto, descobrimos que quem ganhou a Segunda Guera Mundial foi o Eixo e não os Aliados. É, a Alemanha Nazista e a Hidra foram vitoriosas.
No entanto, no templo repousa o verdadeiro poder da Hidra, O Catalisador. O Catalisador é um jeito de ver o futuro. O que os membros da Hidra veem nele são os esforços dos Aliados para dominar o Cubo Cósmico e reescrever a história: A verdadeira história do Universo Marvel, para que os Aliados ganhassem a guerra, não a Alemanha nazista e o Eixo.
Porém, o Catalisador vê a vitória no final. O Cubo Cósmico sobrevive à reescrita da realidade e fica perdido por décadas antes de tomar a forma de uma garota. É aí que o Caveira Vermelha a leva de volta para Steve Rogers, assim, ela poderia desfazer o que os Aliados fizeram. Em outras palavras, o Caveira Vermelha fez com que o Capitão América voltasse a ser o que sempre foi: Um espião da Hidra que enganou o mundo para ajudar as Potências do Eixo a ganhar a Segunda Guerra Mundial.
Acontece que apenas o Capitão América foi libertado da reescrita da história pelo Cubo Cósmico. Neste mundo em que os Aliados venceram, é preciso que ele leve a vitória novamente até a Hidra.
Sim, o Capitão América é uma mentira. Sua missão era adquirir informações dos Aliados para as potências do Eixo. Steve Rogers sempre foi um membro fiel da Hidra.
Mais informações: Legião dos Heroes